Explore as características e as possibilidades ilimitadas deste material versátil, inovador, duradouro e sustentável

Um mundo mais transparente é um mundo melhor

Considere a importância do vidro: é permitido aos astronautas ver o mundo, aos cientistas descobrir a própria essência da vida, e aos fotógrafos capturar a história para as gerações futuras. 
Poucos materiais são tão significativos quanto o vidro. Contorna edifícios e forma interiores; isola casas; e oferece proteção aos ocupantes dos carros, ônibus e trens.

O vidro permite entrar a luz que realmente ilumina o mundo.

Da areia ao vidro

Começando com areia como matéria-prima, o vidro passa por uma série de processos industriais antes de terminar como uma grande variedade de produtos acabados.

Fabricação do vidro

Processo Float

O processo de float agora é usado quase universalmente para a produção de vidro. Nesta tecnologia, o vidro fundido flutua (por isso “float”) sobre um banho de estanho fundido. O vidro plano produzido dessa maneira é vendido em chapas grandes para transformação em vários outros produtos

Carregando as matérias-primas

As matérias-primas – principalmente areia, soda, calcário e dolomita – são mantidas em diferentes silos. Após serem pesadas separadamente, elas são misturadas e transportadas aos funis de carregamento junto com o caco (vidro de sucata triturado). Todas essas operações são totalmente automatizadas.

Forno

As matérias-primas são fundidas no forno a uma temperatura de cerca 1.550°C, produzida por potentes queimadores de óleo combustível e/ou gás. À medida que derrete, a mistura vitrifica e flui lentamente dentro do forno, passando por um processo conhecido como “refinação”. Durante esse processo, o vidro fundido é mantido em alta temperatura por várias horas, permitindo que as bolhas de ar escapem e o produto final seja um vidro homogêneo.

Banho de estanho

Quando sai do forno, o vidro fundido é derramado sobre um banho de estanho líquido, material que não se mistura com a matéria prima do vidro, e por ficar flutuando sobre esta piscina, forma uma folha plana de vidro. De uma extremidade à outra, a temperatura do vidro e do estanho diminui gradualmente de 1.100°C para 600°C. Os rolos superiores de ambos os lados puxam o vidro mecanicamente para fornecer a espessura e a largura necessárias.

Resfriamento

O vidro emerge do banho de estanho na forma de uma folha contínua, sendo conduzido por um transportador de rolos ao resfriamento. Aqui, o vidro é gradativamente resfriado de forma controlada, a fim de garantir um nivelamento perfeito das tensões. O vidro sai do resfriamento quase que com temperatura ambiente, pronto para o corte.

Corte

Após o resfriamento, a folha de vidro é inspecionada por um sistema de laser óptico, cortada automaticamente em chapas com medidas pré-determinadas, que recebem um pó separador. Sem nenhuma intervenção humana, essas folhas são classificadas em pedidos, de acordo com as dimensões e nível de qualidade exigido pela finalidade de aplicação. Enfim, são colocadas em cavaletes por empilhadeiras automáticas, prontas para armazenagem e envio.

Transporte

As chapas de vidro são armazenadas em cavaletes e movimentadas por empilhadeiras automáticas. Para o carregamento dos pedidos, são utilizados equipamentos especiais e/ou ponte rolantes, que colocam os vidros em diversos tipos de caminhões, que transportarão o material até o cliente. Em todo o processo de transporte, é fundamental cuidados extremos com segurança, para preservação da integridade física das pessoas.

  • Carregando as matérias-primas

    As matérias-primas – principalmente areia, soda, calcário e dolomita – são mantidas em diferentes silos. Após serem pesadas separadamente, elas são misturadas e transportadas aos funis de carregamento junto com o caco (vidro de sucata triturado). Todas essas operações são totalmente automatizadas.

  • Forno

    As matérias-primas são fundidas no forno a uma temperatura de cerca 1.550°C, produzida por potentes queimadores de óleo combustível e/ou gás. À medida que derrete, a mistura vitrifica e flui lentamente dentro do forno, passando por um processo conhecido como “refinação”. Durante esse processo, o vidro fundido é mantido em alta temperatura por várias horas, permitindo que as bolhas de ar escapem e o produto final seja um vidro homogêneo.

  • Banho de estanho

    Quando sai do forno, o vidro fundido é derramado sobre um banho de estanho líquido, material que não se mistura com a matéria prima do vidro, e por ficar flutuando sobre esta piscina, forma uma folha plana de vidro. De uma extremidade à outra, a temperatura do vidro e do estanho diminui gradualmente de 1.100°C para 600°C. Os rolos superiores de ambos os lados puxam o vidro mecanicamente para fornecer a espessura e a largura necessárias.

  • Resfriamento

    O vidro emerge do banho de estanho na forma de uma folha contínua, sendo conduzido por um transportador de rolos ao resfriamento. Aqui, o vidro é gradativamente resfriado de forma controlada, a fim de garantir um nivelamento perfeito das tensões. O vidro sai do resfriamento quase que com temperatura ambiente, pronto para o corte.

  • Corte

    Após o resfriamento, a folha de vidro é inspecionada por um sistema de laser óptico, cortada automaticamente em chapas com medidas pré-determinadas, que recebem um pó separador. Sem nenhuma intervenção humana, essas folhas são classificadas em pedidos, de acordo com as dimensões e nível de qualidade exigido pela finalidade de aplicação. Enfim, são colocadas em cavaletes por empilhadeiras automáticas, prontas para armazenagem e envio.

  • Transporte

    As chapas de vidro são armazenadas em cavaletes e movimentadas por empilhadeiras automáticas. Para o carregamento dos pedidos, são utilizados equipamentos especiais e/ou ponte rolantes, que colocam os vidros em diversos tipos de caminhões, que transportarão o material até o cliente. Em todo o processo de transporte, é fundamental cuidados extremos com segurança, para preservação da integridade física das pessoas.

Controle de Qualidade

Durante todo o processo de fabricação float são realizados diversos ensaios de qualidade para garantir que o produto final esteja de acordo com as normas vigentes. Os testes feitos por equipamentos instalados na linha de produção são chamados de “On-line”, e aqueles promovidos na parte final do processo, por técnicos de qualidade, são nomeados “Off-line”. Estes ensaios visam analisar itens como distorção ótica, defeitos pontuais, perfil de espessura e dimensões da chapa.

Confira ao lado o vídeo sobre processo o controle de qualidade do Float!

Tipos de Vidros

O vidro para construção civil é um material em constante evolução e que atende as mais variadas demandas do mercado e da sociedade. Com uma gama ampla de tipos de produtos, as possibilidades de aplicações são quase ilimitadas.

Funções do Vidro

Vidro é sinônimo de máxima versatilidade! Muito além da transparência, o vidro possui muitas outras propriedades que podem ser combinadas para torná-lo um material verdadeiramente multifuncional.

Integração com o mundo externo

Transparência que conecta as pessoas às paisagens ao seu redor. Mesmo em ambientes internos e fechados, o vidro permite que as pessoas visualizem o mundo, trazendo a beleza e a luz para o ambiente, ao mesmo tempo em que protege da poluição, ruído e outros fatores externos.

Estética

O vidro traz beleza e sofisticação às construções. No interior de residências e prédios, contribui com luz, amplitude, designs inovadores e personalização do ambiente. Em fachadas e fechamentos, permite minimalismo, reflexão, elegância e diferenciação.

Energia sustentável

Como componente de painéis fotovoltaicos, o vidro é capaz de gerar eletricidade enquanto deixa entrar luz, oferecendo uma solução ecológica e econômica quando é usado para substituir elementos estruturais, como coberturas tradicionais de alvenaria.

Conforto e Desempenho Energético

O vidro refletivo oferece maior proteção contra o calor (refletindo os raios do sol) e contra o frio (absorvendo o calor e mantendo a temperatura ambiente). De fato, ambas as funções são geralmente combinadas, garantindo assim não apenas um melhor controle de energia, mas também a proteção do meio ambiente, permitindo a redução de consumo de luz artificial e a otimização de energia no consumo de ar condicionado ou aquecedor.

Segurança e Saúde

Os vidros de segurança protegem as propriedades contra vandalismo e as pessoas contra lesões ou quedas. O vidro de isolamento acústico resguarda contra o ruído externo e contribui para a saúde e a paz de espírito dos ocupantes do edifício. Já os vidros com propriedades anti-UV, ajudam a evitar danos à pele. Vários outros tipos de vidros beneficiam a vida das pessoas diariamente, levando mais saúde e segurança à sociedade.

Comunicação e Infoentretenimento

Vidro com LEDs embutidos podem ser usados para criar imagens, textos e até vídeos em fachadas de edifícios. Vidros com antenas embutidas permitem uma gama de serviços (informações de trânsito, entretenimento etc.) e se conecta entre um veículo e outro ou entre o veículo e a infraestrutura na estrada. Por fim, as propriedades de proteção e transmissão de luz do vidro se destacam em aplicações de alta tecnologia com tela touch.

Dúvidas e Sugestões

Tem alguma dúvida ou sugestão de conteúdo para o Clube do Vidro? Entre em contato:

Contato


Estrada municipal Doutor Jaime Eduardo Ribeiro Pereira, 500 – Jardim Vista Alegre, Guaratinguetá – SP, 12523-671

+55 12 3127-7100